domingo, 11 de novembro de 2007

Felipe, o bravo, já é santo

Só deu pra pegar o segundo tempo.

Na volta pra casa, houve um espocar de fogos e gritos extasiados, mas ininteligíveis.

Só tinha uma certeza: não tava zero a zero.

Um a um.

O Corinthians começou a etapa complementar melhor.

Lulinha e Dentinho são uma combinação interessante do meio pra frente.

Mas a eles, ainda muito novos, falta frieza na hora do vamos ver fatal.

Me afligi com a possibilidade do "quem não faz..."

E foi por um triz

O irresponsável do Iran resolveu dar uma bicicleta dentro da área. E acertou o Harisson.

Pênalti!

Paulo Baier se preparava para bater... o repórter da Globo dizia que ele não havia errado nenhuma cobrança.

Da arquibancada, um irmão de desespero rezava por um novo milagre de Felipe, já devidamente beatificado pelos Fiéis.

E ele aconteceu!

Para um misto de êxtase e alívio, tão meus naquele momento.

(Se faltava a comprovação de mais um milagre, o xará merece a canonização. Ocupa um céu que já conta com um certo milagreiro verde com nome de evangelista.

Mas Marcos, para os seguidores de Jorge, simbolizou a besta do Apocalipse).

Lá na frente, o bravo Finazzi ainda tentava algo. Arce foi levando, foi levando... "Agora, bate pro gol." Eu disse aflito.

Faceira, a gorduchinha bateu na trave e foi embora.

Ao final, um empate agridoce.

Não é de todo mau. Mas poderia trazer feições mais triunfais.

A luta contra o buraco continua.

Não esmoreçamos.

4 comentários:

Anônimo disse...

o que dizer sobre este penalti? gostaria de ter o seu dom com as palavras para descrever o que senti. lembrei do filme o dia em que meus pais saíram de férias. A película retratava um garoto perdido, confuso e com um desejo: ser negro e voador!!
Este é Felipe.

Felipe Rangel disse...

Obrigado pelo comentário.

Qual é o seu nome?

Abraços

Filipe disse...

O dono do blog só fala bem desse goleiro por causa do nome.

Nosso goleiro anterior, fez muito mais milagres que esse atual ai...e ele nem fala nada.

Mais uma vez...parabéns pelo texto.

E Felipe (o goleiro,rs) será canonizado muito mais rápido que Frei Galvão hehehee

Abraços

Felipe Rangel disse...

Sim... o goleiro anterior fazia coisas do arco da velha...

Entre outras coisas, já me fez deixar o Pacaembu antes de o jogo acabar, de tanta raiva que eu senti. ahahahahahaha