quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Timão perde. Brasil ganha

A quarta-feira, como sempre, é quase tão esportiva quanto o domingo.

E esta que passou não foi diferente.

Começou cedo. O Brasil de Dunga jogou pro gasto. E venceu a Argélia por 2 a 0.

À noite, a estréia do Brasil no pré-olímpico masculino de basquete. E a estréia do meu Corinthians na Sul-Americana.

Fiquei entre um e outro.

O Botafogo foi marcando um golaço logo no primeiro minuto.

Continuei alternando.

O Brasil fazia um grande primeiro quarto contra um Canadá sem a fera Steve Nash

E o Gaciba inventa uma falta da entrada da área.

Gol de Lúcio Flávio

Permaneci na mesma balada.

O Canadá havia diminuído para 4 uma diferença que chegou a ser de 13

Aí, o Carlos Alberto me faz o favor de dar o terceiro gol de graça.

Aí, desisti de ambos.

O Carpegiani foi impruidente ao poupar o Vampeta. Era o equilíbrio que fazia com que o time jogasse bem. Coisa que não existiu nesta partida.

Mas... será que o time está levando a competição a sério?

Sempre defendi a idéia de usar a Sul-Americana como um laboratório para a Libertadores. O Palmeiras fez isso em 98 - quando ela se chamava Mercosul - e teve sucesso.

Um sucesso que ainda me dói muito.

Agora, precisa ganhar dos caras - um time mais bem organizado - por dois gols de diferença.

Parada duríssima

Mas a magia corintiana não deve ser descosiderada. Ainda.

Um comentário:

Filipe disse...

Se eu fosse você, começaria a ver o Show do Tom...

pelo menos tu dá umas risadas...

Apesar de que Edson, C.Alberto, prof. Pardal e sua trupe nos proporcionam uns lances engraçados...

mas nesses, não sei pq, não consigo achar graça...